Cultura colaborativa, sustentabilidade e voluntariado

Post escrito por Bruno Barcelos, consultor parceiro do V2V. O último #EncontroV2V teve como tema “Cultura Colaborativa: novos caminhos para a sustentabilidade” e o Bruno foi o mediador do painel de mesmo nome, portanto, o convidamos para resumir aqui suas reflexões sobre o tema. Leia abaixo: Sustentabilidade conceitualmente abrange muitos aspectos. Sua prática, como sabemos, se estende aos âmbitos ambiental, social e econômico e manter nossa engrenagem de subsistência e prosperidade funcionando exige um “novo” olhar sob como esses âmbitos se articulam. Digo um “novo” olhar, porque ele não é tão novo assim e talvez isso nos convide a acessar nossa ancestralidade no que diz respeito à convivência de tribo, interdependência e comunidade. Ou seja, uma convivência sob o viés […]

Continuar lendo


Consumo consciente: confira 5 sugestões de ação para realizar em sua empresa

A humanidade já consome 30% mais recursos naturais do que a capacidade de renovação da Terra. Se os padrões de consumo e produção se mantiverem no atual patamar, em menos de 50 anos serão necessários dois planetas Terra para atender nossas necessidades de água, energia e alimentos. A melhor maneira de mudar isso é a partir das escolhas de consumo. Em poucas palavras, o consumo consciente é um consumo com consciência de seu impacto e voltado à sustentabilidade. Sendo assim, trata-se de uma contribuição voluntária, cotidiana e solidária para garantir a sustentabilidade da vida no planeta. Confira abaixo sugestões de ações simples e divertidas que você pode promover em sua empresa para contribuir com a reflexão e a prática de um consumo […]

Continuar lendo


4 dicas para convencer seu chefe a investir em Voluntariado

É cada vez maior o número de empresas que aplicam esforços para estimular a mobilização social entre seus colaboradores. Os gestores do Programa enxergam com clareza os benefícios desta prática, mas nem sempre conseguem vender a ideia internamente. Com isso, é comum que a diretoria não disponibilize o investimento necessário para que o programa possa atingir todo o seu potencial. Há duas maneiras de lidar com esta situação. A primeira delas é o famoso “fazer mais com menos”: por exemplo, pensar em atividades mais econômicas como as sugestões que demos neste post. A outra maneira é construir uma argumentação que mostre como o Programa de Voluntariado pode ajudar a empresa a resolver vários desafios ligados a retenção de talentos, desenvolvimento de […]

Continuar lendo