ODS: como usar o Voluntariado para alcançar as metas de 2030

Há pouco mais de um ano, líderes de 193 países chegaram a um consenso para adotar uma agenda global, em um esforço que contemplou ampla participação popular (cerca de 8.5 milhões de pessoas se fizeram ouvir de forma presencial e virtual). Partindo dos chamados 5 Ps (Pessoas, Planeta, Prosperidade, Paz e Parcerias), foram definidos os 17 ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável), com 169 metas a serem alcançadas até 2030.

Em um post anterior, indicamos caminhos para as empresas alinharem suas estratégias às metas globais. Hoje vamos ver como estamos avançando na Agenda 2030 no contexto do setor privado, do voluntariado e das parcerias que vêm sendo criadas em prol dos ODS (eixo destacado no diagrama abaixo).

Diagrama que representa os 17 ODS. Ilustração: J. Lokrantz / Azote

Diagrama que representa os 17 ODS. Ilustração: J. Lokrantz / Azote

 

CEOs respondem sobre os ODS

Recentemente foram divulgados os resultados de uma pesquisa promovida pelo Pacto Global das Nações Unidas e a Accenture. Entre os mais de 1.000 CEOs que foram consultados:

  • 87% consideram os ODS uma oportunidade essencial para repensar abordagens em relação à sustentabilidade
  • 49% afirmam que as empresas serão o agente mais importante para atingir estes objetivos
  • 85% qualificam as alianças intersetoriais como fundamentais para acelerar a transformação

Ou seja, os líderes empresariais estão assumindo sua responsabilidade no processo e deverão se abrir cada vez mais para parcerias com governos, terceiro setor e sociedade civil em geral.

“Devemos estar prontos para pensar – e agir – de forma abrangente e holística. Todo ator, cada país, cada organização internacional e regional tem a responsabilidade de trabalhar em sinergia, traduzindo a agenda em realidades práticas no terreno”. Jan Eliasson, vice-chefe da ONU

 

ODS e Voluntariado: dois casos práticos

O voluntariado representa uma força vital para o engajamento do cidadão comum em iniciativas que transformam sua realidade em diversos aspectos. São ganhos concretos em indicadores de desenvolvimento, que têm potencial para serem multiplicados, se conjugados estrategicamente com os objetivos propostos para 2030.

Se por um lado o voluntariado deve dar mais tração ao movimento pelo cumprimento dos ODS, a conscientização em relação às metas globais deve jogar nova luz sobre a responsabilidade e o alcance do voluntariado nesse processo. O voluntário que se engaja em uma ação manifestamente alinhada com os ODS tende a se sentir protagonista de algo maior, que o conecta com outros cidadãos do seu país e do mundo.

AIESEC Peru

Um exemplo é esta iniciativa da AIESEC no Peru que estimula os jovens a doar horas de voluntariado a projetos de impacto global. O site coloca em destaque a quantidade de horas doadas em total e também por região do país, apresentando fotos dos voluntários orgulhosos por participar do projeto.

Grupo Segurador BB e MAPFRE

A mudança na percepção de valor do trabalho voluntário se estende às empresas que identificam esta importante tendência do voluntariado empresarial e passam a adotar os ODS como norteadores dos seus programas. Uma referência de boas práticas é o programa de voluntariado do Grupo Segurador BB e MAPFRE, que promove entre seus colaboradores ações pautadas em cada uma das metas globais. Neste caso, a plataforma de voluntariado da empresa apresenta as oportunidades de ações voluntárias segmentadas por temas que correspondem aos ODS, como podemos ver abaixo.

 

As empresas começam então a desenhar novas estratégias de voluntariado que permeiam suas narrativas de adesão de funcionários e também de divulgação dos resultados do programa, com indicadores referenciados na Agenda 2030. E cada vez mais a comunidade empresarial vem abrindo espaços de diálogo e capacitação na busca por novos instrumentos e alianças.

 

Ferramentas de planejamento e mobilização

Plano de Ação do UNV

O Programa de Voluntários das Nações Unidas (UNV) criou um plano de ação para integrar o voluntariado na Agenda 2030 e firmou uma parceria com o Conselho Brasileiro de Voluntariado Empresarial (CBVE) para colaborar em ações estratégicas no Brasil. Juntos já ofereceram um treinamento para incentivar os membros do CBVE a promover ações de voluntariado que contribuam com os ODS.

Diagnóstico de ODS para voluntariado corporativo

Para apoiar as empresas no alinhamento das práticas de voluntariado corporativo aos ODS, a CapacitaRSE, o Conselho Latino-americano de Voluntariado Empresarial e a DirecTV criaram uma ferramenta de diagnóstico gratuita, em espanhol, que propõe uma série de perguntas para traçar o perfil do posicionamento da empresa no que diz respeito às metas globais.

Volunteer 2030

Volunteer 2030 é uma iniciativa da IAVE (International Association for Volunteer Effort) criada para destacar o valor do voluntariado no cumprimento dos ODS. Os voluntários são convidados a enviar histórias vinculadas a um ou mais objetivos, que são apresentadas semanalmente na home page do site e passam a formar um acervo de referências de boas práticas.

“Devemos acelerar nossos esforços coletivos de modo que os voluntários possam perceber seu potencial como agentes de transformação e fazer uma contribuição permanente para alcançar os ODS”. Kaylee Bates, presidente da IAVE

Impact 2030

Impact 2030 é uma colaboração entre a Organização das Nações Unidas e o setor privado para estimular as empresas a focar seus programas de voluntariado corporativo nos ODS e medir o impacto dessas ações no avanço da Agenda 2030. É um convite para empresas de todos os tamanhos e nacionalidades, que ao fazer parte da aliança terão acesso a recursos para criar e expandir seus programas nessa direção. O grupo também é integrado por organizações da sociedade civil, setor público e academia, em um esforço coletivo para atingir objetivos comuns.

 

Neste ambicioso projeto dos ODS, embora tenhamos um deadline de 14 anos, a fase atual é de implementação global. Somos todos beneficiários e agentes de transformação. Afinal, o recurso mais valioso e abundante que temos é nosso próprio poder de mobilização.

E você, tem mais referências de como o voluntariado pode potencializar o cumprimento das metas globais?

banners-ebook-formacao-de-voluntarios-1

(Visited 500 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *