Como e por que atrelar voluntariado a atividades esportivas

Já falamos aqui sobre a relação entre a prática de ações sociais e qualidade de vida. Sabemos que o trabalho voluntário traz diversos benefícios à saúde por conta do bem-estar que proporciona, reduzindo o estresse e a pressão arterial.

Mas e se formos um pouco mais a fundo e atrelarmos o engajamento social a atividades físicas? Muitas organizações já seguem esse caminho. Você já deve ter ouvido falar de corridas contra o câncer ou caminhadas pela paz organizadas por algum movimento ou instituição social.

O que os colaboradores das empresas pensam sobre isso?

Este estudo canadense pesquisou as emoções que diferentes atividades voluntárias despertam nos participantes. Um dos cenários trabalhados foi uma ação em que os empregados se unem para participar de uma corrida de 5 km em nome de uma causa. De maneira geral, os participantes associaram a atividade a atributos emocionais ligados a inspiração, vivacidade, ânimo e força. Veja alguns dos depoimentos retirados do estudo (todos eles são anônimos):

“Você está na linha de chegada e você vê crianças segurando flores para sua mãe, avós torcendo por seus filhos e netos. Depois de experimentar essa emoção, você vai querer voltar todos os anos.”

“Os funcionários se sentem fortes e comprometidos com estas atividades. Você faz parte deste clube especial com outros funcionários que também estão envolvidos.”

“Realizar essas atividades físicas desencadeia endorfina e faz você se sentir vivo.”

“É surpreendente ver quantas pessoas vão participar… há milhares aqui. E quanto dinheiro conseguimos arrecadar!”

Através destes e de outros depoimentos, ficou evidente que os eventos de equipe têm uma força imensa no envolvimento emocional dos colaboradores. Nesta pesquisa, muitos participantes elogiaram esses tipos de evento por serem capazes de “causar uma explosão de emoções”, contribuindo para uma experiência inspiradora.

E no Brasil: o que algumas empresas já estão fazendo?

White Martins – patrocínio da CaminhaDown

Há 10 anos, a White Martins patrocina o CaminhaDown, evento promovido pela RJDown para a conscientização sobre a síndrome no Rio de Janeiro. Além de prestar apoio financeiro, a empresa também convida seus colaboradores para participarem da caminhada. Na edição de 2017, que ocorreu no dia 2 de abril, a atividade teve apoio do movimento Mundo Azul, que tem como missão conscientizar a sociedade sobre a importância da inclusão de pessoas com autismo, e veio acompanhada de palestras educativas. Conforme publicado no Portal de Voluntariado da empresa, esta última edição do evento beneficiou cerca de 600 pessoas.

CaminhaDown

O CaminhaDown aconteceu no dia 2 de abril e teve a participação dos colaboradores da White Martins

 

CNI – Torneio de Futebol com doações de cestas básicas

Os colaboradores do Sistema Indústria – Confederação Nacional da Indústria já estavam habituados com o Torneio de Futebol Society, promovido regularmente pela empresa. Em sua 11ª edição, no entanto, as equipes tinham um motivo a mais para se esforçar: a cada 5 gols que fizessem, o Sistema Voluntário (programa de voluntariado da CNI) doaria uma cesta básica a uma instituição escolhida pelo time.
De acordo com os dados registrados no portal do Sistema Voluntário, ao todo foram distribuídas 23 cestas básicas a 5 organizações sociais.

cni voluntariado esporte

Divulgação do torneio e entrega de uma das cestas básicas

 

Siemens – Trilha Ecológica Hermann Wever

A Trilha Ecológica Hermann Wever fica na sede da Siemens, em São Paulo (SP). Ela está em uma área de 45 km2 de Mata Atlântica preservada e foi criada para conscientizar sobre a preservação do meio ambiente e o uso responsável dos recursos naturais. De acordo com o portal Voluntariado Siemens Brasil, cerca de 3 mil alunos e mais de 70 escolas já visitaram a trilha e, desde 2014, os colaboradores da Siemens Anhanguera podem fazer parte dessa iniciativa como monitores voluntários.

siemens voluntariado esporte

Visita da escola Rui Buem, em 2016

 

Dicas para promover atividades esportivas com engajamento social:

Unindo as observações do estudo canadense com o que observamos nas empresas brasileiras, listamos alguns detalhes que podem ajudar no sucesso do evento:

  • Histórias de sobrevivência, resiliência e força são essenciais para as emoções dos participantes. Compartilhe depoimentos das pessoas que se beneficiam com o evento. Podem ser pessoas que viram no exercício uma forma de superar seus próprios limites ou que foram diretamente beneficiadas pela causa trabalhada na ação.
  • A celebração é fundamental para a construção do envolvimento emocional. Crie prêmios de reconhecimento; divulgue vitórias e histórias pessoais para ajudar a construir um relacionamento mais profundo com as equipes corporativas.
  • Realização física é uma emoção poderosa. Estimule e vibre com os participantes para conduzi-los a um sentimento de realização e satisfação pessoal na linha de chegada.
  • Um viés social adiciona significado a atividades que já existem. Muitas companhias possuem um programa formal de qualidade de vida ou estimulam o esporte de alguma forma. Também é comum que os próprios colegas de trabalho se organizem para um futebol depois do expediente. Aproveite campeonatos, grupos de corrida, apaixonados por ciclismo ou outras atividades já existentes e adicione um viés social a elas.
  • Pequenas ideias para trazer propósito social a uma atividade esportiva: Você pode “cobrar” alimentos não perecíveis dos participantes ou premiar instituições escolhidas pelos vencedores. Também pode ser interessante aproveitar o evento para uma pequena palestra de sensibilização sobre o tema abordado no evento. Outra opção é convidar crianças de uma instituição parceira para que se unam aos colaboradores em eventos esportivos que já acontecem na empresa.

Você conhece ou já participou de alguma experiência semelhante? Compartilhe nos comentários abaixo!

 

(Visited 115 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *