6 maneiras de estimular a cooperação em sua equipe

Quantas vezes você já fez algum favor por uma pessoa querida e pensou: “Vai dar um trabalhão, mas pelo Fulano eu faço”?

Isso acontece porque a vontade de cooperar tem muito a ver com a relação que você tem com quem está envolvido na tarefa. É assim na vida pessoal e também nas empresas. Como disse a Marcela, aqui da V2V, outro dia em um almoço: “muitas vezes, quando um colega de trabalho nos pede algo, fazemos um esforço especial simplesmente porque temos uma boa relação com aquela pessoa”.

cooperação

Mas o afeto não é o único motivo pelo qual um funcionário ajuda seu colega de trabalho. Mesmo quando as pessoas mal se conhecem ou têm pouco contato, é possível estimular a cooperação na empresa. Aqui vão algumas maneiras:

1) Comece do início: faça um bom processo seletivo

Ao contratar um novo membro para o time, não se atenha apenas ao conhecimento técnico: trace o perfil comportamental da pessoa que deseja ter na equipe. Se deve ser uma pessoa mais calma ou mais enérgica, mais inovadora ou mais metódica… e também se é uma pessoa genuinamente colaborativa. Uma empresa de recrutamento e seleção tem procedimentos especiais para identificar estas características, o que facilita bastante, mas você mesmo também pode observar esta característica durante a entrevista com o candidato. Pergunte sobre situações do cotidiano ou de trabalho e observe suas reações, suas palavras e comentários. Você conseguirá pescar vários sinais que tendem a passar despercebidos.

2) Aborde o tema “cooperação” desde o treinamento do novo funcionário

Os primeiros dias na empresa são o momento ideal para apresentar ao colaborador qual a postura que se espera dele e o que ele deve esperar dos colegas. Ou seja, é o momento de apresentar a cultura organizacional, que deverá ser reforçada através de ações de comunicação interna durante todo o tempo em que ele trabalhar na empresa. Se sua organização tem o espírito cooperativo ou outro aspecto semelhante entre seus valores, explore-o nesse momento, explique seu significado e como isso deverá se refletir no dia-a-dia. Ao saber que estará em um ambiente cooperativo, o novato se sentirá mais confortável e mais seguro para cumprir suas tarefas.

3) Estimule os colaboradores a organizarem, eles mesmos, alguns eventos de confraternização

Os happy-hours em um bar são ótimos momentos de confraternização. Mas quando as pessoas colocam a mão na massa para fazer um evento acontecer, os resultados são incrivelmente mais fortes. Por isso, estimule outros tipos de atividades: um café da manhã no escritório em que cada funcionário traz um alimento, um jogo de vôlei às quintas-feiras, um grupo de corrida de rua.

Todas estas atividades geram integração e, se forem organizadas pelos próprios colaboradores, irão estimular o trabalho em equipe e aumentar o sentimento de pertencimento ao time. Aqui na V2V, decidimos trocar o chopp em um barzinho por uma Pizza Colaborativa. Os resultados deste dia foram publicados na rede Sociomotiva e você pode ver algumas fotos aqui.

4) Incentive atitudes colaborativas

Muitas organizações oferecem atividades extracurriculares que estimulam o trabalho em equipe, desde pequenos workshops até a prática de hafting, passando por viagens e cursos com teor sicológico-comportamental. Mas também é possível ser inovador sem um investimento tão grande. Você pode estimular a Carona Solidária na empresa, incentivando os funcionários a oferecerem aos colegas uma vaga em seu carro. Outra ideia é estimular a Troca de Talentos, em que os colaboradores ensinam e compartilham suas habilidades com outros funcionários.

5) Invista em um Programa de Voluntariado Empresarial

Voluntariado Empresarial é um programa interno da empresa, geralmente coordenado pelo RH ou pela área de Sustentabilidade, com o objetivo de mobilizar colaboradores em ações sociais na comunidade. Além dos evidentes ganhos em imagem de marca e relações públicas, as atividades organizadas em prol da comunidade trazem também uma série de benefícios para os colaboradores, como desenvolvimento de competências profissionais, melhoria do clima organizacional e outros que já listamos aqui.

Grandes empresas como Itaú e C&A possuem programas de voluntariado bem robustos há mais de 10 anos (você pode conhecer um pouco mais através da Rede de Ações Sociais Itaú e do Portal dos Voluntários do Instituto C&A). No entanto, mesmo empresas menores podem incentivar o engajamento social dos colaboradores participando de redes como a Sociomotiva. Além dessas possibilidades, dá pra começar muita coisa legal mesmo sem ter verba destinada para isso através de ações mais simples. De qualquer forma, vale dar uma lida no post 4 dicas para convencer seu chefe a investir em voluntariado empresarial que publicamos há algum tempo.

6) Dê o exemplo

Se você é líder de um time atuando como coordenador, gerente, diretor ou mesmo presidente dê o exemplo, sempre. Esteja disponível para seu grupo, seja para orientar ou tirar dúvidas. Um chefe nada mais é do que um membro da equipe que tem uma visão mais ampla da empresa e das atividades de seus subordinados, sendo por isso o mais apto a definir a direção e o caminho a ser seguido. Essa é sua atribuição no grupo, assim como qualquer outro membro tem suas próprias incumbências. Reaja a eventuais falhas do time com serenidade e objetividade, orientando e estimulando-os a se unirem para buscar uma solução.

E você, como promove a cooperação em sua empresa? Deixe seu depoimento nos comentários!

(Visited 260 times, 1 visits today)

Um comentário sobre “6 maneiras de estimular a cooperação em sua equipe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *